Conversa Franca: Ser professor é uma Escolha

E agora todo domingo você encontra por aqui uma entrevista, alguém falando sobre as experiências que tem tido enquanto professor, aluno... Enfim como agente da educação.  

E para estrear essa seção convidei a Nilair Firmino Mendes, uma amiga que está concluindo o Curso de Pedagogia e que tem mostrado que é possível pensar e fazer educação em nosso tempo principalmente quando nos empenhamos e buscamos fazer da melhor forma possível o exercício de nossas escolhas. 

Vamos à entrevista:


VN - Por que você escolheu a Graduação de Pedagogia?

Nilar - imagem de Vanessa Vieira
NL -  Sempre achei a carreira de professor uma das profissões mais admiráveis do mundo. Toda e qualquer área que se deseja atuar sempre teremos alguém  a quem  compartilhar  algo.

VN - Em sua opinião, qual o maior desafio que um professor pode enfrentar neste tempo que estamos vivendo?

NL -  Sinceramente, vivemos o momento do "tudo posso", ou seja, o saber deixou de ser a parte principal do sistema. Afinal, o aluno cumpre a grade e os professores vivem e encaram o sistema como algo que não tem solução, quando sabemos que o principal é a continuação do processo, mesmo que não esteja no caminho certo.     

VN - Você, está se formando agora, por certo ainda restam algumas dúvidas e inseguranças que são comuns a todos os formandos. De fato, estamos sempre cheios de perguntas... Mas com tudo isso, você acha que a sua graduação proporcionou a você base para se “encontrar” dentro da profissão que escolheu?

NL - A graduação para mim é uma realização, porém só a vivência teórica ainda é pouco, pois eu nunca tive a experiência de viver o calor das salas de aula, a não ser como estagiária. Então, se torna sim um passo para a realização profissional.

VN - Sabemos que durante o processo de graduação podemos encontrar algumas dificuldades e são elas que no final das contas acabam contribuindo para nossa formação de forma bastante significativa. Para você qual foi a dificuldade mais produtiva?

NL - Como a “técnica” da educação foi novidade para a minha vida, vejo a falta de um Curso Normal como a minha maior dificuldade. Eu entrei sem experiência nenhuma, porém foi esta mesma dificuldade e os conhecimentos novos, que me fizeram querer cada dia saber mais e me apaixonar pela profissão.

VN - Certamente em sua graduação você encontrou colegas que fizeram e colegas que não fizeram o Curso de Formação de Professores. O que você pensa deste encontro e como você pensa que a faculdade deve administrar essa situação?

NL - A faculdade tem que saber lidar com diferentes públicos, principalmente porque a Pedagogia é um curso que proporciona esse encontro. De fato á os que  estão na estrada há muito tempo mas também existem aqueles que começam hoje, mas é preciso  entender que os dois lados possuem um “gás” e um interesse pela Educação. 



Nilair, Muito obrigada pela sua participação. Acreditar na educação é o primeiro passo para darmos início à inquietação que nossa sociedade precisa para mudar a história de nossa educação. Parabéns pela tua conquista e mil saudações pelo grande crescimento que tivestes ao longo desses três anos!

2 comentários :

  1. Vanessa, parabéns por essa iniciativa de postar entrevistas, me parece que este tipo de postagem é novidade e acredito ser um incentivo a mais para pessoas como eu que está iniciando essa caminhada como educadora,
    Com certeza poderá contar sempre com minha presença em seu blog que pelo que pude ver vai me acrescentar muito!!

    Um forte abraço!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga(o)!

    Estou concorrendo ao TOP BLOG 2012.
    Se puder me dá o seu voto pelo juri popular!
    Agradeço desde já...
    É só dizer nome e email, só isso!!
    O link é este: http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21170468

    Abraços, Toninha
    Twitter: @toninhavr
    http://cantinhodatoninha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Faça seus pensamentos presentes! Nunca se cale!!!
Obrigada por comentar!

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos