“Se a criança é levada a buscar seu material, a fazer sua elaboração, a se expressar argumentando, a buscar fundamentar o que diz, a fazer uma crítica ao que vê e lê, ela vai amanhecendo como sujeito capaz de uma proposta própria.”

(Pedro Demo)

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Projeto Itaú: Leia para uma criança - Participe!

Olá,


Essa é para você que gosta de leitura e sabe que ela é importante em todos os momentos de nossa vida!













Quem aprende a gostar de ler sabe escrever a própria história.


Fundação Itaú Social
O Itaú realiza uma série de programas e parcerias para tornar o Estatuto da Criança e do Adolescente uma realidade para todos. E investe cada vez mais na qualidade da educação.
A Coleção Itaú de Livros Infantis foi criada pela Fundação Itaú Social para ajudar a despertar desde cedo o prazer pela leitura. Ela foi feita para você que também acredita que a educação é o melhor caminho para a transformação do Brasil.
A educação muda o Brasil.
E o Itaú participa dessa mudança com você.

A coleção
A Fundação Itaú Social busca oferecer ao público livros com a mesma qualidade dos encontrados nas livrarias, com mínimas adaptações nos formatos originais, e conta com a assessoria da Associação Vaga Lume na curadoria da Campanha Itaú Criança.
Os critérios usados para a escolha desses três títulos foram a qualidade e a diversidade de gênero do texto, autores, ilustradores, projeto gráfico, editoras e origem das histórias. São títulos premiados e recomendados por educadores e especialistas em literatura infantil.
Esperamos que você tenha muitos momentos agradáveis ao ler essas histórias para crianças.

Os livros

Adivinha quanto eu te amo 
de Sam McBratney, ilustrações de Anita Jeram
Um coelhinho se esforça para mostrar o tamanho do amor que ele tem pelo pai. O Coelho Pai entra na brincadeira, mas ambos percebem que não é fácil medir o amor.

O tema deste livro ressalta a importância dos primeiros contatos afetivos com as palavras. Esta postagem também abarca, ou melhor, abraça estes dois verbos, ler e amar: Por que contar histórias para bebês e crianças?


Chapeuzinho Amarelo
de Chico Buarque, ilustrações de Ziraldo
A história é uma releitura bem-humorada do clássico Chapeuzinho Vermelho, de Charles Perrault. Só que desta vez não há vovós nem caçadores. Chapeuzinho é uma bela menina que sofre de um mal terrível: sente medo de tudo, até do medo.
“Mãe, posso dormir na sua cama?” Para ajudar os pais a responderem a esta pergunta, o livro Chapeuzinho Amarelo do Chico Buarque, já tinha sido recomendado aqui na postagem sobre O medo e o acolhimento.

A Festa no Céu – um conto no nosso folclore
Ilustrações e tradução de Ângela Lago
Haveria uma festa no céu, e os bichos sem asas estavam jururus de fazer dó. Mas a tartaruga não se deu por vencida e decidiu que ia ao baile. Será que ela vai conseguir?

O trabalho de Ângela Lago também já foi recomendado por aqui. O site da autora é uma verdadeira aula de como usar as novas linguagens e a interatividade da Internet a favor das histórias e da poesia lúdica. Para navegar no tema clique no post O Tradicional e o Novo ao Contar Histórias.

Para pedir os livros
Para pedir os livros gratuitos da Coleção clique aqui.

 Almanaque dos leitores de histórias
Aqui você encontra links, textos e entrevistas sobre leitura. Tudo escolhido a dedo para te dar um empurrãozinho para a experiência de ler para uma criança.

Era uma vez... Vídeos
Especialistas do mundo inteiro concordam que a leitura de histórias para crianças traz inúmeros benefícios para o seu desenvolvimento. Por isso, escolhemos pessoas especiais para falar sobre leitura.

Itaú Criança - Ziraldo

Itaú Criança – Ângela Lago
Itaú Criança – Suppa
Fonte: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus pensamentos presentes! Nunca se cale!!!
Obrigada por comentar!