E como cuidar da voz?



Hábitos prejudiciais
________________________________

• Gritar. É importante que o professor evite concorrer com ruídos que acarretem um aumento no volume (intensidade) da voz (carros, aviões, retroprojetor, ventilador, entre outros);

• Sussurrar. Essa ação força as pregas vocais;

• Pigarrear – essa ação causa um forte atrito nas pregas vocais, irritando-as;

• Falar de lado ou de costas para os alunos. Quando fazemos isso, a tendência é aumentarmos o volume (intensidade) vocal;

• Falar enquanto escreve na lousa. Isso faz com que o professor tenha que aumentar o volume (intensidade) de sua voz e que aspire o pó de giz;

• Chupar uma bala forte quando estiver com a garganta irritada. Isso mascara o sintoma e o professor tende a forçar a voz sem perceber. Quando o efeito da bala passa a irritação na garganta aumenta;

• Roupas pesadas e que apertem a região do pescoço e abdômen


Hábitos saudáveis
________________________________



• Beber regularmente água, em pequenos goles, quando estiver dando aulas. A água hidrata as pregas vocais;

• Articular bem as palavras;

• Evitar o contato direto com o pó de giz. Quando for apagar a lousa afaste o rosto e evite espalhar o pó, usando o apagador no sentido de cima para baixo;

• Manter uma alimentação saudável e regular. Evite alimentos “pesados” no período que você estiver dando aulas;

• Evitar o café e bebidas gasosas, principalmente para os professores que têm refluxo. Essas substâncias irritam a laringe.

• Não fume. O cigarro irrita a laringe e aumenta a chance de câncer de laringe e pulmão;

• Coma uma maçã – ela é adstringente, ou seja, limpa o trato vocal e sua mastigação exercita a musculatura responsável pela articulação das palavras;

• Na hora de acordar e levantar da cama espreguice e faça alongamentos tentando relaxar;

• Durante o banho, deixe a água quente cair nos ombros, fazendo leves movimentos de rotação com a cabeça e ombros. Isso ajuda a diminuir a tensão do dia-a-dia;

• Na sala de aula, utilize recursos que aumentem a participação dos alunos e ajudem a poupar sua voz;

• Utilize alguns intervalos para descansar a sua voz;

• Com orientação fonoaudiológica, faça exercícios de aquecimento e desaquecimento vocal;

• Consulte o serviço de fonoaudiologia e faça uma avaliação vocal.


Extraído: Sinpro-bau

1 comentários :

  1. Oi Vanessa, eu uso microfone pra dar aula, pq tenho um probleminha nas cordas vocais.
    Eu sigo as dicas e tudo o mais, mas se falo muito (o que é normal...rsrsr), minha voz vai afinando, afinando até sumir....
    Excelente post, parabéns por abordar um assunto tão importante para nós, professores.
    Bjus, Genis

    ResponderExcluir

Faça seus pensamentos presentes! Nunca se cale!!!
Obrigada por comentar!

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos