PROJETO: Cenários e Possibilidades

Olá,


Como já vimos nos posts anteriores, a cada dia que passa as escolas precisam adotar diferentes estratégias para dar conta das necessidades que envolvem a formação dos sujeitos. E vimos também que Ela (a escola) precisa ter o claro objetivo de que sujeito integral é esse? E para que e quem o estamos formando. 
Ora, você deve estar dizendo: 

_"Nossa missão é formar o cidadão integral com  habilidades e competências que sejam favoráveis à sua inserção  e integração ao convívio social." 

Muito bem, mas se nossa missão é formar esse cidadão integral, talvez seja coerente analisarmos as exigências das habilidades e competências que essa sociedade tem cobrado dos cidadãos e a partir daí nos moldarmos planejando diferentes estratégias educacionais para auxiliar nesse processo de formação. Veja bem, não estou dizendo que precisamos olhar essas exigências como uma regra incontestável, como durante muito tempo ocorreu, estou dizendo que essas "regras" são importante para o, coerente, desenvolvimento de nosso trabalho.

"Uma coisa é ter um currículo manipulador determinista, 
que desenvolve cidadãos acríticos e passivos 
diante dos ditames da política e do poder capitalista,
 outra é ter um currículo que pode e deve formar o cidadão crítico, 
mas que se molde e desenvolva as competências necessárias 
para poder competir e sair-se bem no mercado de trabalho..."
                                                                                                                   (Nilbo Nogueira)


A partir do momento em que observamos essas exigências, passamos a ter respaldo para mudar o rumos de nossas ações dentro da escola. A escola começa a perceber que precisa 













0 comentários :

Postar um comentário

Faça seus pensamentos presentes! Nunca se cale!!!
Obrigada por comentar!

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos