Para refletir


Estamos iniciando mais um ano letivo. E como já era de se esperar nosso fôlego está renovado. Novos planos, estratégias... Uma tempestade de ideias nos rodeia e às vezes até pensamos como iremos fazer para dar conta de tanta novidade. Não é verdade?
Mas, o tempo vai passando as coisas vão esfriado e aos poucos nossas ideias vão se esvaindo... São guardadas nas gavetas ou em nossos armários e decidimos deixar para o ano que vem. E ai sem perceber criamos um circulo mais do que vicioso...
Uma verdade que, sei, tentamos fugir, mas que com nossas correrias se tornam-se cada vez mais difíceis. O que fazer então para não se perder e continuar com fôlego e animo até o final do ano?

Pensei, reflei e cheguei à seguinte conclusão:


# Verificar o que é essencial.

# Fazer anotações e elaborar pequenos projetos.

# Organizar o tempo ( o que eu quero, como eu quero, de que forma eu quero, quando posso fazer? Por que eu quero? Para quando quero - estabelcer datas para realização de nossos próprios projetos é uma das melhores formas que temos para não nos dispersar).

# pensar sobre as possíveis possibilidades de acerto e erro podem ser alcançados com tal atitude.

# Gostar do que faz. 

Pois bem meus caros, creio se conseguirmos colocar estes pontos, ou mesmo alguns deles em prática já estaremos dando um passo bem grande para a melhoria na qualidade da educação de nosso país. Projetos vitoriosos são projetos obrigatoriamente bem planejados. 

E vale lembrar que nós escolhemos ser professores, escolhemos trabalhar com projetos. Pois a Educação por si já é um grande projeto e um projeto bem grande que precisa ser bem planejado. Se dermos conta de fazer nossa parte bem feita, tenho certeza que ajudaremos a evolução dessa grandiosa escola de aprendizagens. 

Beijo grande no coração de todos!
E lembre-se se beber não dirija e se dirigir ... 
não beba.

Sejamos responsáveis!

0 comentários :

Postar um comentário

Faça seus pensamentos presentes! Nunca se cale!!!
Obrigada por comentar!

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos